Estender a vida útil dos pneus é possível, desde que o motorista siga alguns procedimentos, que vão da manutenção preventiva ao estilo de dirigir. Os pneus são os “calçados” do automóvel. Além de suportarem a carga do veículo, eles também ajudam bastante na dirigibilidade — o que pode ser decisivo em uma freada ou no trânsito em pista molhada. Veja as seis dicas, a seguir, para aumentar a vida útil dos pneus e, com isso, economizar dinheiro.

Calibragem correta

Andar com pneu murcho ou cheio demais contribui para danificar o composto, além de prejudicar a direção. Isso sem contar o gasto maior com combustível, no caso dos pneus com pressão de ar abaixo da ideal. Logo, faça a calibragem dos pneus ao menos a cada 15 dias, conforme a recomendação do fabricante. Essa informação está no manual do proprietário e, geralmente, na tampa de combustível ou nas colunas das portas do veículo.

Lembre-se de calibrar os pneus enquanto os compostos estiverem frios, ou seja, com menos de um quilômetro rodado antes dessa tarefa. Saiba que a pressão de ar varia entre os pneus dianteiros e os traseiros, bem como conforme a carga transportada pelo veículo. Os calibradores digitais oferecem uma medida mais precisa, já que o motorista pode digitar o número de libras que deseja e o compressor se encarrega de encher o pneu conforme a solicitação.

Alinhamento e balanceamento

Com o tempo de uso do carro, o conjunto roda/pneu pode sofrer avarias que tornam prematuro o desgaste dos pneus. Por isso, o motorista deve fazer o alinhamento e o balanceamento a cada 10.000 quilômetros ou quando observar problemas graves, como volante puxando para um dos lados ou trepidação além da conta nos pneus.

Rodízio

Trocar a posição dos pneus serve para proporcionar um desgaste uniforme aos compostos e, com isso, estender a vida útil deles. O rodízio precisa ser feito com base na orientação do fabricante, pois pode mudar de carro para carro. Por exemplo, rodízio em X ou simplesmente traseiros por dianteiros. O ideal é que você faça esse serviço em uma oficina especializada, para assegurar o melhor benefício para o seu automóvel.

Direção defensiva

O jeito de dirigir também contribui para aumentar a vida útil dos pneus. Por exemplo, freadas bruscas demais causam danos nos compostos e literalmente fazem queimar a borracha da banda de rodagem (parte do pneu que toca o chão). Além disso, brecar rápido e forte pode tornar o pneu “quadrado”, ao alterar as características do item e, com isso, prejudicar a dirigibilidade. Outra dica é não estacionar com o pneu encostado na guia da calçada e evitar ao máximo os buracos.

Limpeza e a vida útil dos pneus

Fazer a limpeza dos pneus ajuda a conservá-los por mais tempo, porém, não se deve utilizar produtos abrasivos nem querosene ou solventes, que ressecam a borracha. Passar algum produto para proteger e dar brilho ao pneu, como o famoso “pretinho”, também ajuda a manter o aspecto novo do item.

Cuidados com a válvula

Por fim, inspecione com frequência a válvula de enchimento do pneu. Veja se todas as válvulas possuem tampas. Caso falte alguma, coloque uma nova o quanto antes, evitando entupimentos com areia ou outro tipo de sujeira. Testes com água e detergente também servem para verificar se não há vazamento de ar. Lembre-se de trocar a válvula quando substituir os pneus.

Como você pôde ver, com ações simples é possível aumentar a vida útil dos pneus e economizar na manutenção do carro. Você tem o hábito de cuidar dos pneus do seu automóvel? O que faz para preservá-los? Deixe seu comentário aqui no blog!